Costa do Marfim

Interpol resgata 76 crianças escravas na Costa do Marfim

Interpol resgata 76 crianças escravas na Costa do Marfim

Setenta e seis crianças, aparentemente procedentes do Burkina Faso e do Mali, foram resgatadas na Costa do Marfim, onde foi desmantelada uma rede dedicada à exploração laboral e à escravatura infantil, anunciou a Interpol, que coordenou a operação.

Oito pessoas acusadas de serem traficantes (cinco homens e três mulheres) foram detidas no âmbito da operação denominada "Nawa", que decorreu entre 6 e 17 de fevereiro e na qual participaram 170 agentes da Costa do Marfim, indicou a Interpol em comunicado, esta sexta-feira.

As crianças foram localizadas em campos de cacau e minas de ouro ilegais em cinco áreas da região costa-marfinense de Soubré.

"Nawa" foi a primeira de uma série de operações planeadas pela Interpol para combater o tráfico de crianças.

A operação foi coordenada pelos membros do centro nacional da Interpol em Abidjan, com o envolvimento de especialistas da unidade sobre exploração de crianças e tráfico de pessoas a partir da sede da organização, na cidade francesa de Lyon.

O diretor executivo dos serviços policiais da Interpol, Jean-Michel Louboutin, sublinhou que a informação obtida na operação "Nawa" "ajudará a identificar e desmantelar redes criminosas que traficam crianças e as obrigam a trabalhar".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG