O Jogo ao Vivo

Mali

Intervenção militar no Mali é uma questão de semanas

Intervenção militar no Mali é uma questão de semanas

O ministro francês da Defesa, Jean-Yves le Drian, disse, esta terça-feira, que uma intervenção militar africana no Mali, que se tornou "um santuário terrorista", pode ocorrer nas "próximas semanas".

"É uma questão de algumas semanas, não de meses, mas de semanas", declarou Jean-Yves le Drian, entrevistado pela France 2.

O ministro francês recordou as etapas para uma intervenção militar, invocando a "decisão das Nações Unidas que importa respeitar".

O Conselho de Segurança "deu um mandato aos países da África Ocidental para se organizarem com vista a uma intervenção para restaurar a soberania do Mali. Eles têm 45 dias para o fazer, eles têm um plano a implementar (...) e o Conselho de Segurança tem de voltar a dizer que apoia a intervenção", acrescentou.

Jean-Yves le Drian disse também que a França ajuda na planificação e apoio logístico, mas que não contribuirá com tropas.

"Hoje em dia, o Sahel é um santuário terrorista", argumentou, indicando que na primavera, "um certo número de grupos, centenas de rebeldes fundamentalistas, traficantes de armas, de droga (...) dividiram o Mali em dois".

Para o ministro francês, "a integridade do Mali é a segurança da Europa".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG