Mundo

Invade esquadra a tiro e mata um polícia e fere dois

Invade esquadra a tiro e mata um polícia e fere dois

Um polícia foi morto a tiro e dois outros ficaram feridos em Zvornik, no oriente da Bósnia, quando um homem entrou a disparar numa esquadra policial aos gritos de "Deus é Grande", indicaram as autoridades sérvias locais.

"Uma pessoa armada entrou cerca das 19 horas (17 em Portugal continental) no comissariado da polícia de Zvornik. Aos gritos de Allah Akbar ("Deus É Grande", em Árabe), o atacante matou a tiro um polícia e feriu dois outros", declarou à imprensa uma porta-voz da polícia, Aleksandra Simojlovic.

O atacante foi depois morto durante uma troca de tiros com os polícias, ainda segundo a mesma fonte.

A localidade de Zvornik está na parte dos sérvios da Bósnia, a Republika Srpska, cujo Presidente Milorad Dodik classificou o incidente como um "ataque terrorista".

Um movimento de pendor considerado fundamentalista está presente na Bósnia, país balcânico com 3,8 milhões de habitantes, dos quais cerca de 40% são muçulmanos, essencialmente moderados que vivem ao lado de sérvios, que são cristão ortodoxos, e croatas, que são católicos.

Pelas estimativas dos serviços de informações sérvios, publicadas na imprensa local, cerca de 150 bósnios estão a combater em grupos fundamentalistas no Iraque e na Síria, dos quais cerca de 20 já foram mortos. Existem na Bósnia cinco dezenas destes combatentes regressados.

Outras Notícias