Irão

Irão anuncia oficialmente início de enriquecimento de urânio

Irão anuncia oficialmente início de enriquecimento de urânio

O Irão informou oficialmente a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) de que começará terça-feira a enriquecer urânio a 20 por cento, na fábrica de Natanz, no centro do país, segundo a televisão iraniana.

Em declarações hoje divulgadas pela televisão estatal, o diretor da Organização iraniana de Energia Atómica (OIEA), Ali Akbar Salehi, adiantou que a produção de combustível será, contudo, interrompida se houver um acordo quanto ao intercâmbio de combustível com potências ocidentais.

Segundo o responsável iraniano, Teerão já enviou uma carta sobre este assunto para a AIEA, na qual garante que o projecto começará terça-feira "na presença dos inspectores internacionais", na central de Natanz, onde o Irão alegadamente possui 7.000 centrifugadoras.

A central de enriquecimento de urânio de Natanz, no centro do país, é uma das mais conhecidas instalações nucleares iranianas e a sua existência foi revelada em 2002".

O enriquecimento de urânio para produzir combustível nuclear é um projecto a longo prazo e não se limitará às necessidades do reactor de Teerão", advertiu Salehi.

"O Irão ainda espera que o diálogo seja bem sucedido. Se isso acontecer, interromperemos a produção de combustível", garantiu, segundo a televisão.

Países como os Estados Unidos, Israel, França, Alemanha e o Reino Unido acusam o Irão de ocultar um projecto cujo objectivo seria a aquisição de um arsenal nuclear, alegação repetidamente rejeitada por Teerão.

PUB

Os Estados Unidos aceleraram o posicionamento de sistemas antimísseis no Golfo para enfrentar um eventual ataque iraniano no caso de crescer a tensão nuclear, noticiou há dias o New York Times, sem que tal tenha sido desmentido por Washington.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG