Mundo

Irlanda sugere aos gregos realização de referendo sobre o euro

Irlanda sugere aos gregos realização de referendo sobre o euro

O ministro das Finanças irlandês, Michael Noonas, disse, esta quinta-feira, que a Grécia devia realizar um referendo sobre a manutenção do país no euro e em que condições.

Dublin, 16 mai (Lusa) -- Noonan fez a sugestão acerca da Grécia durante uma conferência de imprensa sobre a decisão do Governo irlandês que convocou uma consulta popular sobre a ratificação do novo tratado da União Europeia, marcada para o dia 31 de maio.

Na opinião do ministro irlandês o "sim" da Irlanda ao texto comunitário pode gerar confiança entre os países da UE e respeito dos mercados internacionais sobre a capacidade do executivo de Dublin para resolver os problemas económicos da Irlanda.

PUB

"O exemplo contrário", disse Noonan, seria a Grécia, que devia ter seguido em frente quando, em novembro de 2011, anunciou que ia referendar o acordo alcançado com Bruxelas sobre o resgate financeiro.

"Talvez devesse celebrar um referendo agora" afirmou o ministro da Economia irlandês, que sublinhou que todos os Estados membros da UE querem que a Grécia permaneça no euro.

Noonan disse também que os atuais problemas de Atenas "são mais democráticos do que económicos" dada a dificuldade que tem para formar Governo, acrescentando que uma eventual saída da Grécia da Zona Euro teria pouca influência na Irlanda.

"Na compra semanal dos irlandeses, além do queijo feta (queijo de fabrico grego) quais são os outros produtos que os gregos põem à venda?" perguntou o ministro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG