O Jogo ao Vivo

Sindika Dokolo

Isabel dos Santos pediu força no funeral do marido que se estendeu de Inglaterra ao Congo

Isabel dos Santos pediu força no funeral do marido que se estendeu de Inglaterra ao Congo

O funeral de Sindika Dokolo, marido da empresária angolana Isabel dos Santos, decorreu esta terça-feira em Londres, mas as cerimónias fúnebres estenderam-se ainda às capitais de Angola e do Congo. Na Catedral de Westminster, em Londres, Isabel dos Santos pediu força a Deus para que a família e os amigos de Sindika Dokolo superassem a sua morte.

A filha do ex-presidente de Angola percorreu sozinha a nave central da catedral atrás do caixão, ao som da Avé Maria, para a celebração da missa do adeus, onde apenas se juntou a família mais próxima de Dokolo, nomeadamente a viúva, os filhos e os irmãos. Foi durante a cerimónia, que Isabel dos Santos numa curta intervenção de teor religioso, também pediu a proteção da alma do marido. A voz falhou, mas Isabel dos Santos manteve sempre a postura.

Também a filha do casal e uma irmã prestaram homenagem ao familiar. O empreendedor e colecionador de arte, natural do Congo, perdeu a vida aos 48 anos, a 29 de outubro, enquanto praticava mergulho no Dubai, devido a uma embolia pulmunar, segundo a imprensa africana.

As cerimónias fúnebres foram transmitidas em direto no canal de televisão angolano ZAP Viva, da qual Sindika Dokolo foi fundador e administrador. A homenagem do canal incluiu momentos musicais e as missas em Kinshasa, onde Sindika nasceu, e em Luanda, onde conheceu a "princesa" de Angola, que viria ser a mãe dos seus quatro filhos.

A polícia descartou qualquer suspeita de "ato criminoso" na morte.

Outras Notícias