Tensão

Israel bombardeia Gaza após lançamento de rockets

Israel bombardeia Gaza após lançamento de rockets

Aviões israelitas bombardearam a Faixa de Gaza durante a última noite após o lançamento de rockets desde o enclave palestiniano para o sul do Estado hebraico, anunciaram esta quarta-feira as Forças de Defesa de Israel (IDF).

A última troca de tiros ocorre após o presidente israelita advertir o Hamas, no poder em Gaza, de que estava a arriscar uma "guerra" por não parar com o lançamento de balões incendiários.

Ao fim de 12 dias de lançamento de balões incendiários em Gaza, que causaram mais de uma centena de incêndios em território israelita, e ataques de rockets, o Estado judeu respondeu com ataques e um reforço do bloqueio imposto ao enclave palestiniano.

Na terça-feira, balões incendiários e uma granada lançada por foguete foram disparados de Gaza contra Israel, que respondeu pouco antes da meia-noite com ataques aéreos contra "alvos do Hamas", afirma o exército num comunicado, citado pela agência de notícias France-Presse.

"Um complexo militar da organização terrorista Hamas foi atingido", precisou o IDF, referindo que não há registo de vítimas.

De acordo com os bombeiros israelitas, os balões incendiários provocaram 40 incêndios no sul de Israel na terça-feira.

"O terrorismo com papagaios de papel e balões é uma forma de terrorismo como qualquer outra", disse o presidente israelita Reuven Rivlin durante uma visita aos bombeiros na área de fronteira.

"O Hamas deve saber que não se trata de um jogo. Chegará o momento em que terão de decidir. Se quiserem guerra, terão guerra", acrescentou o presidente, cuja função é essencialmente honorária.

Hamas e Israel, que viveram três guerras desde 2008, enfrentam-se esporadicamente apesar de uma trégua - promovida pela ONU, Egito e Catar - celebrada em 2019.

A troca de tiros de terça-feira ocorreu num momento em que uma delegação egípcia conduz uma mediação entre palestinianos e israelitas para encerrar os ataques entre Gaza e Israel.

Outras Notícias