Covid-19

Itália regista 28 mortos e 194 infeções com reforço de variante Delta

Itália regista 28 mortos e 194 infeções com reforço de variante Delta

A Itália registou 28 mortes e 794 novas infeções pelo ​​​​​​​coronavírus que provoca a covid-19 nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde, quando se confirma o reforço da variante Delta, responsável por quase 25% dos casos totais.

Com estes aumentos, em linha com as últimas semanas, o saldo do total de infeções chega a 4.261.582 - desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020 - enquanto o número de mortes subiu para 127.615.

Por outro lado, a pressão sobre os hospitais continua a diminuir: das 47.779 pessoas com covid-19, 1.682 estão internadas, 79 a menos que quinta-feira, e 213 estão em cuidados intensivos (-16).

As autoridades italianas estão particularmente preocupadas com a emergência da variante Delta, detetada inicialmente na Índia e considerada mais contagiosa, que já representa 22,7% dos casos, informou hoje o Instituto Superior de Saúde, no seu relatório semanal.

O Instituto disse ainda que a variante Delta está já espalhada pelo país, com presença em 16 das 20 regiões italianas.

"O crescimento da prevalência da variante Delta é um dado esperado que deve ser controlado com cuidado. É fundamental continuar com o rastreamento sistemático dos casos para encontrar surtos", declarou o presidente do Instituo Superior de Saúde, Silvio Brusaferro.

Em Itália, 35,61% da população com mais de 12 anos já está totalmente vacinada, correspondendo a 19,2 milhões de pessoas.

PUB

Acima da média do número de novas contaminações está a região de Lácio, com Roma como capital, onde a variante Delta se multiplicou por dez vezes em duas semanas, passando de 3,4% dos casos em 18 de maio para 34,9% hoje.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.957.862 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 182,5 milhões de casos de infeção, segundo o balanço mais recente feito pela agência francesa AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG