Covid-19

Itália registou mais de 15 mil casos num dia e vai alargar restrições

Itália registou mais de 15 mil casos num dia e vai alargar restrições

Itália registou 15.479 casos de infeção pelo novo coronavírus e 353 mortos nas últimas 24 horas, e vai reforçar a partir de domingo as restrições nas regiões de Emília-Romanha (centro), Campânia e Molise (sul), indicaram esta sexta-feira as autoridades sanitárias.

Os dados revelados pelo Ministério da Saúde indicam agora um total de 2.780.882 infetados e 95.235 mortos desde o início da pandemia da covid-19 em Itália, segundo a agência noticiosa espanhola EFE.

Os novos contágios detetados, 15.479, são 1.717 mais do que no dia anterior, embora também se tenham realizado mais testes.

Dos 382.448 casos ativos no país, 19.890 das pessoas estão hospitalizadas, incluindo 2.059 nos cuidados intensivos.

Quanto à campanha de vacinação, já foram dadas 3.331.530 doses da vacina e as pessoas que receberam as duas doses necessárias ascendem a 1.320.001 em Itália. O presidente do Conselho Superior de Saúde, Franco Locatelli, congratulou-se hoje numa conferência de imprensa com os números da campanha de imunização.

No entanto, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, vai assinar uma portaria sobre as novas restrições sanitárias que entrarão em vigor no domingo nas regiões de Emília-Romanha (centro), Campânia e Molise (sul), que passam de "zona amarela" (a de menor risco de infeção) para "zona laranja" (nível médio).

As regiões de Abruzos, Úmbria (centro), Ligúria, Toscânia e Bolzano (norte) continuam classificadas como "zona laranja" e o resto do país permanece "zona amarela", onde as restrições são menores.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG