Coreia do Sul

Japão em alerta devido à celebração do aniversário de Kim Il-sung

Japão em alerta devido à celebração do aniversário de Kim Il-sung

O ministro da Defesa japonês, Itsunori Onodera, afirmou, esta segunda-feira, que o Japão está em "alerta elevado" perante a possibilidade de a Coreia do Norte realizar um teste com mísseis durante as celebrações do aniversário do seu fundador, Kim Il-sung.

"Hoje é o 101.º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, por isso estamos vigilantes e em elevado estado de alerta", disse o governante em conferência de imprensa ao salientar que não pode ser descartada a possibilidade de o regime de Pyongyang levar a cabo um novo lançamento de mísseis.

Itsunori Onodera acrescentou, citado pela cadeia de televisão NHK, que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que está em Tóquio, reafirmaram que os dois países continuarão a cooperar perante a ameaça da Coreia do Norte.

PUB

O aniversário de Kim Il-sung é a celebração mais importante da Coreia do Norte e muitos especialistas consideram ser provável que o regime leve a cabo um teste com mísseis.

As autoridades sul-coreanas confirmaram hoje não terem detetado, durante o fim de semana, sinais de um lançamento iminente de mísseis pela Coreia do Norte.

As celebrações em Pyongyang iniciaram-se à meia-noite com a deslocação de Kim Jong-un, atual líder norte-coreano, ao mausoléu do avô, no Palácio do Sol de Kumsusan, onde está também o corpo embalsamado do pai, Kim Jong-il, para lhe prestar homenagem, tendo sido acompanhado por membros da elite militar do país, segundo a agência estatal KCNA.

De acordo com a mesma agência, Kim Jong-un e altas autoridades militares norte-coreanas, entre as quais Jang Song-thaek, tio do líder norte-coreano e apontado como o número dois do regime, depositaram flores junto ao mausoléu de Kim Il-sung que tinham fitas com a mensagem: "Os grandes camaradas Kim Il-sung e Kim Jong-un estarão sempre connosco".

Esta manhã, norte-coreanos com trajes tradicionais depositaram também flores perante a estátua de bronze de Kim Il-sung em Pyongyang, que tinha as ruas decoradas com bandeiras e flores, segundo os poucos meios de comunicação social presentes na cidade.

A Coreia do Norte celebra todos os anos a 15 de abril, conhecido como o "Dia do Sol", o nascimento de Kim Il-sung com diversas atividades.

Kim Il-sung fundou o Estado comunista norte-coreano em 1948 sob a sua própria doutrina "juche" - uma versão do socialismo baseada na autossuficiência - e presidiu o país até à sua morte, em 1994, quando o filho Kim Jong-il lhe sucedeu, tendo liderado a Coreia do Norte também até à sua morte, em dezembro de 2011.

Kim Jong-un, filho de Kim Jong-il, que terá entre 29 e 30 anos, sucedeu ao pai na liderança do regime norte-coreano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG