Mundo

Japão executou três reclusos no corredor da morte

Japão executou três reclusos no corredor da morte

O Japão executou esta terça-feira, pela primeira vez, desde 2019, três pessoas condenadas à pena de morte, informaram os meios de comunicação locais, citando fontes do Ministério da Justiça.

O país, um dos poucos a aplicar a pena capital, tem, neste momento, mais de 100 pessoas no corredor da morte, uma punição polémica e repudiada por grupos de defesa de direitos humanos que, porém, é apoiada pela maioria da opinião pública.

Depois da execução, em 2019, de um chinês condenado por matar quatro pessoas da mesma família em 2003, estas foram as primeiras no país desde que o primeiro-ministro, Fumio Kishida, assumiu o poder, em outubro.

No Japão, a pena de morte é geralmente aplicada a autores de homicídios múltiplos e múltiplos crimes, muitos anos após a sentença, e sempre por enforcamento. Os réus no corredor da morte só recebem o aviso da execução poucas horas antes da aplicação da pena.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG