Comunidades portuguesas

Professores nas comunidades defendem suspensão da propina no Ensino do Português no Estrangeiro

Professores nas comunidades defendem suspensão da propina no Ensino do Português no Estrangeiro

O Sindicato dos Professores nas Comunidades Lusíadas defendeu, esta quinta-feira, a suspensão da Propina no Ensino do Português no Estrangeiro (EPE), no próximo ano letivo, para ajudar as famílias afetadas economicamente pela pandemia e evitar a perda de alunos.

A proposta foi avançada pelo Sindicato à Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, durante uma reunião por videoconferência em que participou também o Presidente do Instituto Camões, organismo que tutela o EPE.

No final do encontro, a secretária geral do Sindicato dos Professores nas Comunidades Lusíadas, Teresa Soares, disse que a suspensão desta propina é "perfeitamente possível" para o próximo ano letivo.

Leia mais em LusoJornal

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG