Macau

Aumenta número de portugueses em Macau que quer regressar

Aumenta número de portugueses em Macau que quer regressar

Macau está a registar um aumento no número de pedidos de ajuda de portugueses para regressarem ao país, face às restrições fronteiriças motivadas pela covid-19, revelou o cônsul-geral de Portugal em Macau e Hong Kong, Paulo Cunha-Alves.

"O número de pedidos está a aumentar", reconhece Paulo Cunha-Alves, explicando que neste momento há "muita gente a acabar os contratos de trabalho" e "estudantes a acabar o ano letivo", razões pelas quais o Consulado-geral de Portugal em Macau e Hong Kong tem procurado "negociar com as duas regiões administrativas especiais" chinesas uma solução que permita isentar os portugueses, que pretendem apanhar voos de regresso no aeroporto internacional de Hong Kong, da quarentena obrigatória de 14 dias imposta pelo território.

O responsável da missão diplomática assegura: "Estamos a negociar com Hong Kong de maneira a que haja uma flexibilização das medidas restritivas. (...) Não depende de nós, somos facilitadores e estamos a negociar com as duas regiões administrativas especiais, mas a palavra final cabe sempre a Hong Kong".

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias