Malásia

Autoridades malacas querem apagar parte da história portuguesa

Autoridades malacas querem apagar parte da história portuguesa

Lusodescendentes em Malaca, antiga colónia portuguesa na Malásia, criticam a possível alteração do nome de uma colina que alberga ruínas de uma muralha e igreja construídas pelos portugueses e ainda a estátua de São Francisco Xavier.

"As autoridades devem pensar seriamente sobre a ideia de se alterar o nome da Colina de São Paulo para Bukit Melaka", disse o representante da minoria luso-malaia perante o estado de Malaca, Joseph Santa Maria.

Joseph Santa Maria foi um dos lusodescendentes - a maioria a residir no bairro português em Malaca, onde vivem cerca de mil a dois mil descendentes de portugueses em mais de 110 casas - que se juntaram nas redes sociais para criticar as pretensões do diretor geral da Corporação dos Museus de Malaca.

PUB

Leia mais em Bom Dia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG