Luxemburgo

Consulado no Luxemburgo serve 140 mil portugueses

Consulado no Luxemburgo serve 140 mil portugueses

Os efeitos da pandemia têm-se feito sentir no Consulado-Geral de Portugal no Luxemburgo, que serve quase 140 mil portugueses, sem contar com os portugueses transfronteiriços. Houve uma redução substancial do número de utentes atendidos e, consequentemente, um aumento de prazos para a realização de atos, sejam eles cartão de cidadão, passaporte ou qualquer outro tipo de registos e atos administrativos.

Nos serviços consulares do Luxemburgo, tal como em tantos outros no estrangeiro e em Portugal continental, a pandemia tem estado na origem de várias perturbações dos serviços de atendimento ao público, em particular com a redução de pessoal que está a atender, com a obrigatoriedade de marcação de atos e com o respeito pelas novas regras sanitárias. Inevitavelmente, isto tem provocado uma redução do número de utentes atendidos e um aumento de prazos para a realização de atos consulares.

Durante a fase mais crítica do confinamento, o Consulado-Geral foi obrigado a recorrer ao regime de teletrabalho e reduziu o seu atendimento aos casos urgentes. Foram canceladas cerca de 8.000 marcações naquele período. Os serviços informaram que as marcações foram anuladas e que, para manter a sequência dos atos agendados, está a proceder a uma remarcação geral, tentando acomodar urgências e marcações novas.

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias