Luxemburgo

Embaixada de Portugal persiste nas violações do direito do trabalho

Embaixada de Portugal persiste nas violações do direito do trabalho

A OGBL - Confederação Sindical Independente do Luxemburgo - congratula-se com a sentença proferida a 3 de fevereiro deste ano, pelo Tribunal do Trabalho do Luxemburgo, que condena o Estado português pelo despedimento abusivo de uma empregada de limpeza que trabalhava na Embaixada de Portugal no Grão-Ducado há mais de 25 anos.

Apesar deste julgamento, a OGBL constata e lamenta que a Embaixada de Portugal no Luxemburgo ainda não tenha enviado à sua antiga empregada os documentos que lhe permitem receber o subsídio de desemprego. Diante da persistência das violações cometidas pela Embaixada em relação ao direito do trabalho, a OGBL faz questão de precisar que vai continuar a apoiar e a defender o seu membro.

Leia mais em Bom Dia