Reino Unido

Emigrante tem cancro raro e a cura pode estar na comunidade portuguesa no Reino Unido

Emigrante tem cancro raro e a cura pode estar na comunidade portuguesa no Reino Unido

A comunidade portuguesa no Reino Unido poderá ter a chave para a cura de António Ferreira, português que reside em Jersey, sofre de um tipo raro de cancro e que procura um dador compatível para um transplante de células estaminais.

O madeirense de 40 anos foi diagnosticado em 2017 com o síndrome de Sézary, um linfoma não-Hodgkin cutâneo de células T, que provoca dor, comichão, sensação de ardor e vermelhidão da pele e a principal probabilidade de sobreviver é recebendo um transplante de ADN.

Apesar de ter quatro irmãos, a compatibilidade foi considerada reduzida pelos médicos, que consideraram o transplante um risco, pelo que continua uma busca mundial por um dador com o mesmo perfil genético e a solução poderá estar na comunidade portuguesa. Segundo Nigel Gordon, relações públicas da associação DKMS, "é mais provável que o doador compatível seja alguém de origens semelhantes". A organização tinha planeado uma série de ações de sensibilização este ano junto da comunidade portuguesa em Londres, mas os planos foram afetados pela pandemia covid-19.

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias