Violência doméstica

Luso-brasileira morta pelo marido em Barcelona

Luso-brasileira morta pelo marido em Barcelona

Diretora de hotéis de luxo em Portugal e Espanha foi morta pelo marido que se suicidou de seguida. Corpo foi encontrado pelo filho de 13 anos.

O crime ocorreu na terça-feira na casa da família, em Corberta de Llobregat, Barcelona. O alerta foi dado a meio da tarde pelo filho de 13 anos que encontrou a mãe morta no chão quando regressou do colégio. Quando a polícia entrou na casa, deparou-se também com o cadáver do pai, um homem, de 50 anos, com origem brasileira mas nacionalidade espanhola.

Segundo a imprensa local, Lúcia Dotto Domingues, de 42 anos, terá sido morta à facada pelo marido ainda durante a manhã. De seguida, o agressor subiu ao primeiro piso da casa e suicidou-se. As autoridades não têm registo de qualquer incidente de violência anterior entre o casal.

Lúcia Domingues, nascida em Santos, no Brasil, era diretora ibérica da cadeia francesa de hotéis de luxo Relais Chateaux que explora 35 unidades turísticas de quatro e cinco estrelas em Portugal e Espanha. Tinha dois filhos, um rapaz de 13 anos e uma menina de nove anos.

Quatro vítimas em poucos dias

A imprensa do país vizinho lembra que Lúcia foi a quarta vítima de violência doméstica em poucos dias em Espanha. No domingo, em Maiorca, Ali Khouch matou a companheira Warda, de 28 anos, grávida de três meses, e o filho Mohamed, de apenas sete anos. A vítima já tinha feito queixa do marido e até chegou a estar num programa de proteção, mas saiu voluntariamente e regressou para o companheiro.

No início desta semana, foi descoberto o corpo de Betty, uma mulher de 52 anos, morta em Tarragona pelo seu companheiro de 56 anos, que se suicidou de seguida.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG