Luxemburgo

Luxemburgo: transfronteiriços podem ficar em teletrabalho até 2021

Luxemburgo: transfronteiriços podem ficar em teletrabalho até 2021

No Luxemburgo, os trabalhadores fronteiriços podem ficar em casa a trabalhar até ao final do ano sem consequências para a Segurança Social.

Os trabalhadores fronteiriços estão mais perto de poder ficar em regime de teletrabalho até ao final do ano, segundo escreve o jornal "L'essentiel", esta quinta-feira. Em causa está uma possível prorrogação do acordo de filiação na Segurança Social até 31 de dezembro de 2020 para todos os trabalhadores fronteiriços franceses, belgas e alemães. No caso dos alemães, estes já podem atualmente estar em teletrabalho até ao final do ano e permanecerem filiados à CNS.

A medida excecional vai ser tomada a nível europeu devido à pandemia. As regras europeias preveem um limite de até 25% para o teletrabalho num país que não seja o da sede da empresa. Mas com o aumento de casos de infeções em vários Estados do continente nas últimas semanas as autoridades preferem jogar pelo seguro.

Leia mais em Contacto

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG