O Jogo ao Vivo

Crime

Mãe de Maëlys Araújo quer saber a verdade sobre a morte da filha

Mãe de Maëlys Araújo quer saber a verdade sobre a morte da filha

A emigrante portuguesa Jennifer de Araújo espera poder saber, finalmente, o que se passou nas últimas horas de vida da menina de 8 anos, raptada e morta por Nordahl Lelandais, em agosto de 2017. Um drama que chocou a França. O homicida começa a ser julgado dia 31.

Maëlys Araújo, de 8 anos, filha de pais portugueses radicados em França, desapareceu durante um casamento a 27 de agosto de 2017, numa aldeia francesa, tendo sido raptada e morta pelo ex-militar Nordahl Lelandais, que começa a ser julgado no dia 31, em Grenoble. Um crime que chocou a França que durante meses acompanhou o mistério do desaparecimento da menina lusodescendente até à confissão do assassino.

Quatro anos e meio se passaram, desde essa madrugada fatídica de agosto e Jennifer de Araújo espera, finalmente, descobrir o que aconteceu à sua filha nas trágicas últimas horas de vida.

A portuguesa não acredita na versão do assassino, a quem se refere como "o outro" não conseguindo nunca dizer o nome do ex-militar. Jennifer quer saber a verdade, como declarou numa reportagem à TF1 emitida ontem e numa entrevista ao jornal francês "Le Parisien".

O julgamento "vai ser muito difícil", reconhece a mãe da menina. "Teremos de recuar quatro anos e viver cada momento", diz ao Le Parisien. Contudo, Jennifer de Araújo espera ter respostas: "Temos dúvidas sobre tudo, não sabemos se ele a violou, como ela morreu, quais foram as suas últimas palavras".

Leia mais no jornal "Contacto"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG