O Jogo ao Vivo

Afeganistão

Militares portugueses no Afeganistão não escapam à Covid-19

Militares portugueses no Afeganistão não escapam à Covid-19

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, revelou, esta terça-feira, que existem 58 militares infetados com Covid-19 nas Forças Armadas Portuguesas, dois deles "nas forças nacionais destacadas no Afeganistão", mas "todos com prognóstico muito favorável".

"Nas Forças Armadas, como um todo, são 58" militares infetados pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) que provoca a doença Covid-19, "dos quais dois nas nossas forças nacionais destacadas no Afeganistão", disse o ministro da Defesa Nacional, em declarações aos jornalistas, em Évora.

João Gomes Cravinho destacou, contudo, que "todos" têm "um prognóstico muito favorável" e apresentam "uma evolução muito positiva e, portanto, sem razão de preocupação".

O ministro adiantou ainda que, "à data de hoje", encontram-se indisponíveis "cerca de 119 militares" das Forças Armadas Portuguesas, por se encontrarem "em isolamento", devido à pandemia da Covid-19. "Mas é um número que tem vindo a decrescer. Já estivemos próximos dos 300, agora [são] 119", frisou.

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias