Venezuela

Pandemia afeta comerciantes portugueses na Venezuela

Pandemia afeta comerciantes portugueses na Venezuela

O coronavírus introduziu novos desafios aos comerciantes lusos e aos venezuelanos, que já habituados à falta de água, luz, gás e gasolina, agora passam mais tempo em família, têm mais cuidados com a higiene e compram em maior quantidade.

"Estamos a tratar de sobreviver. Não sabemos quando é que isto vai terminar. Estamos a tentar mantermo-nos seguros. Mudou tudo. O nosso estilo de vida mudou desde há um mês", explica António da Silva, 58 anos. Natural do Estreito de Câmara de Lobos, Madeira, António da Silva está radicado em Caracas, na Venezuela, há 42 anos, e é sócio do Supermercado Maturín. "Trabalhamos quando se pode, abrimos quando se pode e as pessoas também estão a comprar o que podem", disse, admitindo que muitas coisas subiram de preço.

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG