China

Português acusado de separatismo pela China

Português acusado de separatismo pela China

A porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês defendeu este domingo, dia 13 de setembro, que os 12 detidos na China em agosto, entre eles um jovem com passaporte português, não são "ativistas democráticos", mas "separatistas" de Hong Kong.

A publicação de Hua Chunying na rede social Twitter, numa resposta dirigida aos Estados Unidos, parece responder a uma das questões centrais neste processo, ou seja, a possibilidade de poderem ser acusados no continente no âmbito da lei de segurança nacional, que prevê pena de prisão perpétua.

Antes, a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano Morgan Ortagus, também no Twitter, afirmara que a detenção de "12 ativistas democráticos de Hong Kong é mais um exemplo de deterioração dos direitos humanos" na antiga colónia britânica.

Leia mais em Bom Dia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG