República Centro-Africana

Portugueses transmitem segurança na República Centro-Africana

Portugueses transmitem segurança na República Centro-Africana

Passado mais de um ano dos confrontos entre militares portugueses com grupos armados, que aconteceram em Bambari, na República Centro-Africana (RCA), os paraquedistas do Exército voltaram ao local. O comunicado do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA) que informa da missão, de 27 de janeiro a 11 de fevereiro, não refere a existência de incidentes durante essa duas semanas.

Os paraquedistas do Exército fizeram uma missão de 15 dias na mesma região onde, em 2018 e 2019, militares portugueses estiveram envolvidos em confrontos com grupos armados. No comunicado refere-se que "o grupo armado ex-Seleka UPC (União para a paz na República Centro-Africana)", em violação dos acordos de paz assinados em 2019, "estava a colocar em causa a segurança da população civil, a cobrar impostos ilegais e a limitar a liberdade de movimentos da população".

Leia mais em Bom Dia

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG