Guerra

Rui e Olga em Berlim com o pensamento na Ucrânia

Rui e Olga em Berlim com o pensamento na Ucrânia

Rui Vilão é português, Olga Filipova é ucraniana. Vivem em Berlim, onde têm a sua empresa, mas sempre com a mente na Ucrânia, onde está a família de Olga.

"O trabalho tem sido quase nulo. Não há cabeça, é muito difícil concentrar-nos", conta ao JN Rui Vilão, de 35 anos. Quando o conflito eclodiu, os pais de Olga estavam de férias, numa estância termal perto de Lviv, onde ficaram por força da guerra. O irmão está numa aldeia próxima de Kiev e a avó está no centro da capital, sendo um dos grandes problemas.

"Ela tem Alzheimer e muitos problemas de mobilidade. A logística é muito difícil para saírem do país neste momento", admite Rui. No entanto, admite que a família da mulher já começa a ser convencida a deixar a Ucrânia.

Na última semana, têm estado em contacto diário com a família ucraniana, sempre com o coração nas mãos. "Esta é a minha realidade agora. Telefonemas a meio da noite a verificar se todos os que conhecemos estão bem. Temos de parar isto!", desabafou Rui, numa publicação recente no Facebook.

No último fim de semana, estiveram numa manifestação de apoio ao país, com Olga a confessar-se emocionada pela presença de centenas de milhares de pessoas. À capital alemã começam também a chegar os primeiros refugiados. "Já começa a haver grupos a reunir-se para encontrar trabalhos a essas pessoas", revela Rui.

Uma história que começou em Coimbra

PUB

Rui e Olga são engenheiros informáticos e foi na faculdade que se conheceram, quando tiraram o curso na Universidade de Coimbra, terra natal de Rui. Em 2014 rumaram para a Alemanha e, em 2019, fundaram a sua empresa, a Workademy, uma plataforma que permite e-learning empresarial. Vivem com o filho de ambos e com a filha de Olga.

O casal esteve em Kiev no último verão. A última vez que estiveram com os pais e o irmão de Olga foi no Natal, que passaram todos juntos em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG