Luxemburgo

Suspeito da morte de emigrante portuguesa ameaça ex-namorada

Suspeito da morte de emigrante portuguesa ameaça ex-namorada

"Eu sinceramente não lhe desejo mal nenhum, mas acredito que se ele sair em liberdade vem atrás de mim". Apesar de ter terminado o relacionamento de mais de três anos, que começou seis meses antes da detenção do alegado assassino de Ana Lopes, a última namorada do português não perde uma ​​​​​​​sessão do julgamento que decorre desde o início do mês no Tribunal da Comarca do Luxemburgo.

As peças, diz a última namorada do português, começam a encaixar. De incongruência em incongruência, os relatos dos ataques de ciúmes e as mensagens que Marco Silva enviava a Ana Lopes, lidas em viva voz na audiência, fizeram curto-circuito. "Comigo foi igual", suspira a mulher que, sem querer revelar a identidade com medo das consequências, começou a questionar a tese da inocência do emigrante português de 32 anos que arrisca prisão perpétua no Grão-Ducado, acusado de matar e fazer desaparecer o corpo da mãe do filho na fronteira francesa, e Roussy-le-Village, onde as autoridades foram dar com as cinzas que restaram do carro e da vítima.

Leia mais em Contacto

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG