França

Uma das cidades francesas com mais portugueses pode perder o ensino de português no colégio

Uma das cidades francesas com mais portugueses pode perder o ensino de português no colégio

O Reitorado de Clermont-Ferrand decidiu "congelar" o posto de português no Colégio Lucie Aubrac, naquela cidade - uma das cidades francesas com mais portugueses -, a partir do próximo ano, quando a professora que atualmente leciona, Mme Branco, se aposentar.

Mme Branco era professora titular, mas vai aposentar-se em julho deste ano. Para além de ensinar no colégio, dá também aulas, em complemento de serviço, no Colégio de Lempdes, nos arredores de Clermont.

"No próximo ano escolar não haverá professor titular neste colégio e tememos o encerramento progressivo dos cursos de português", queixa-se Cláudia Pimenta, professora de italiano na instituição.

A Coordenadora Geral do Ensino de Português em França junto da Embaixada de Portugal, Adelaide Cristóvão, diz que logo que teve a informação da situação pediu mais informações ao Inspetor de Português junto do Ministério Francês da Educação, e encontra-se a aguardar resposta.

O ensino da língua portuguesa no Colégio Lucie Aubrac é importante porque é o único colégio na cidade de Clermont-Ferrand a propor um grande número de línguas vivas, como o alemão, o espanhol, o italiano e o português. Há vários anos que propõe projetos de abertura internacional. Ainda recentemente montou um projeto Erasmus+ sobre línguas e culturas latinas em parceria com a Espanha, a Itália e Portugal. O projeto foi aliás recompensado com o Prémio Iniciativas Europeias, em maio do ano passado.

Leia mais em LusoJornal

Outras Notícias