O Jogo ao Vivo

Exclusivo

João Pimenta Lopes: "NATO e UE têm responsabilidades no conflito"

João Pimenta Lopes: "NATO e UE têm responsabilidades no conflito"

Numa sessão plenária do Parlamento Europeu marcada pela guerra na Ucrânia, o JN entrevistou eurodeputados portugueses sobre as exigências e as consequências do conflito militar no futuro da União Europeia (UE). João Pimenta Lopes, deputado do PCP no Parlamento Europeu, defende que instituições europeias devem afastar-se de posição da NATO.

Qual deve ser o papel e a intervenção do Parlamento Europeu perante a guerra na Ucrânia?

Estamos perante uma guerra, que não devia ter começado e tem de ser interrompida imediatamente. Para isso, é necessário dar passos concretos e abrir o caminho para uma via de negociações e de diálogo que possibilitem um cessar fogo. As soluções devem ser mutuamente aceitáveis para as partes envolvidas: a Ucrânia e a Rússia. Há outros atores que têm responsabilidades neste desfecho, como os Estados Unidos, a NATO e a União Europeia. As medidas que forem tomadas não podem tornar a situação ainda mais complexa e tensa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG