Movimento islamita

Jordânia fecha sede histórica da Irmandade Muçulmana

Jordânia fecha sede histórica da Irmandade Muçulmana

As autoridades jordanas encerraram definitivamente a sede histórica do movimento islamita Irmandade Muçulmana, no centro de Amã, depois da fundação em 1946.

Em abril passado, a sede da Irmandade e as representações do grupo em várias cidades jordanas foram encerradas pelas autoridades, que acusaram o movimento de não ter autorização para as instalações.

Em março do ano passado, as autoridades concederam uma licença à organização rival, a Sociedade da Irmandade Muçulmana, liderada por Abdul Mayid Zuneibat, que antes era membro ao grupo original juntamente com dezenas de fiéis.

O encerramento das instalações da Irmandade acontece depois de o grupo original, dirigido por Hamam Said, não ter respeitado a decisão do governo, que proibiu o movimento de eleger uma nova liderança e um novo conselho executivo.

O grupo realizou as eleições fora da sede para escolher um novo conselho executivo, mas ainda não foram divulgados os resultados.

O novo movimento justificou a criação desta nova força pela necessidade de se afastar da Irmandade Muçulmana egípcia, considerada um grupo terrorista pelo Egito e outros países árabes.

Outras Notícias