Mundo

Jornalistas estrangeiros retidos em Trípoli foram libertados

Jornalistas estrangeiros retidos em Trípoli foram libertados

Os jornalistas estrangeiros que estavam retidos há vários dias num hotel de Trípoli por forças leais a Muammar Kadafi foram libertados esta quarta-feira, informaram as agências internacionais.

Mais de 30 jornalistas estavam desde domingo impedidos de sair do hotel do centro de Trípoli, sob ameaça de homens armados.

Os jornalistas puderam deixar o local às 16 horas (hora de Portugal Continental).

O hotel, que se situa próximo do quartel-general de Kadafi, foi atingido por balas perdidas na terça-feira, durante o assalto das forças rebeldes ao complexo. Os jornalistas colocaram faixas no edifício alertando para a sua presença no interior.

"Terminou a crise do Rixos. Todos os jornalistas saíram", escreveu no Twitter o jornalista da televisão CNN Matthew Chance.

Segundo a cadeia árabe de televisão Al Arabiya, que cita um jornalista estrangeiro, a libertação ocorreu depois de as forças pró-Kadafi se retirarem do hotel.

Os jornalistas deixaram o hotel em veículos do Comité Internacional da Cruz Vermelha.

A libertação ocorreu horas depois de a organização Repórteres Sem Fronteiras ter denunciado a retenção no hotel de 37 jornalistas desde domingo à noite.