Ohio

Jovem armada com faca de cozinha morta a tiro por polícia nos EUA

Jovem armada com faca de cozinha morta a tiro por polícia nos EUA

Um polícia de Columbus, Ohio, matou com quatro tiros, na terça-feira à tarde, uma adolescente que ameaçava duas colegas com uma faca de cozinha. O caso provocou novos protestos.

Nem meia hora antes de o ex-polícia de MinneapolisDerek Chauvin ter sido dado como culpado da morte do afro-americano George Floyd, um polícia da cidade de Columbus, em Ohio, matou a tiro uma adolescente negra de 15 ou 16 anos (há informações contrárias). Makiyah Bryant ameaçava outras duas jovens com uma faca de cozinha.

O chefe da Polícia local, Michael Woods, informou que os agentes da autoridade respondiam a uma chamada de emergência de alguém que tinha reportado uma tentativa de esfaqueamento. Quando chegaram ao local, à casa de acolhimento onde Makiyah vivia, depararam-se com um cenário caótico: várias pessoas no jardim da habitação, entre as quais a jovem, munida de uma arma branca (que mais tarde verificaram ser uma faca de cozinha), tentando agredir duas pessoas.

Como se verifica numa reprodução em câmara lenta de um vídeo da Polícia - divulgado ao público poucas horas depois do incidente, em nome da "transparência" dos contornos do caso - Makiyah empurrou primeiro uma das jovens, que caiu ao chão, e depois empunhou a faca em direção à outra. Foi nessa altura que um dos agentes abriu fogo, disparando quatro tiros seguidos contra Makiyah, que caiu ao chão, largando a faca, e acabou por morrer depois no hospital. As jovens ameaçadas não ficaram feridas.

O caso, ocorrido cerca de 25 minutos antes de Chauvin ser considerado culpado pela morte de Floyd, trouxe um travo amargo às comemorações que se seguiram à conclusão do julgamento, provocando manifestações naquela que é a maior cidade do Estado de Ohio.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG