Investigação

Jovem com 16 anos terá sido violada por 30 homens em hotel israelita

Jovem com 16 anos terá sido violada por 30 homens em hotel israelita

A polícia israelita está a investigar alegações de que uma jovem de 16 anos terá sido violada por cerca de 30 homens, numa instância turística de Eilat, no sul do país. Até ao momento, duas pessoas foram detidas e uma delas terá confirmado que dezenas de homens tiveram sexo com a rapariga, mas nega violação.

Os dois suspeitos são acusados de violação de uma adolescente embriagada, revela a BBC, num caso já comentado pelo primeiro-ministro israelita e que está a gerar indignação nacional. Benjamin Netanyahu considerou que que se trata de um "crime contra a humanidade".

Tudo terá acontecido no início do mês, quando a vítima e uma amiga se encontraram com um grupo de conhecidos em Eilat. Beberam e foram para o hotel onde o ataque terá acontecido. Segundo as autoridades, a jovem foi violada à vez pelas três dezenas de homens. A amiga que a acompanhava terá tentado travar o crime, mas não conseguiu impedir os homens de prosseguir.

Segundo o "Times of Israel", dois suspeitos, jovens adultos na casa dos 20 anos, foram detidos, depois de terem sido encontrados vídeos da violação em mensagens entre um dos suspeitos e a adolescente. O dono do telefone em que as imagens foram encontradas recusa ter trocado mensagens com a rapariga, garante que alguém usou o seu telemóvel e diz que mais de 30 pessoas estiveram envolvidas nos atos sexuais, que foram consensuais, segundo a sua versão dos acontecimentos.

"A investigação policial ainda está em curso, mas é importante que eu transmita uma mensagem àqueles que participaram ou foram testemunhas deste caso ou outros: a única coisa que provaram é a depravação da sua alma", disse o ministro da Defesa israelita, ao comentar o caso.

Outras Notícias