Michigan

Jovem que abriu fogo em escola dos EUA acusado de terrorismo

Jovem que abriu fogo em escola dos EUA acusado de terrorismo

O autor dos disparos numa escola em Oxford, no Estado norte-americano de Michigan, na terça-feira, em que morreram quatro pessoas, foi acusado de homicídio premeditado, terrorismo e outros crimes.

Segundo a procuradora do condado de Oakland, Karen McDonald, desconhece-se ainda a motivação de Ethan Crumbley, de 15 anos, para efetuar múltiplos disparos no interior da Oxford High School.

Karen Mcdonald recusou comentar se os quatro mortos e sete feridos resultantes dos disparos eram alvos previamente escolhidos pelo autor, mas disse que se tratou de um ato premeditado, baseado em parte "numa série de provas digitais marcadas pela violência" já recolhidas pela Polícia.

Citado pela imprensa local, o xerife Mike Bouchard disse que os pais do atirador foram chamados à escola antes do incidente, para uma reunião onde esteve presente também o filho. "Não há nada que ele pudesse ter enfrentado que justificasse uma violência sem sentido e absolutamente brutal", disse o responsável.

No ataque de terça-feira, mais de uma centena de telefonemas para o número de emergência foram gravadas, já que o atirador disparou entre 15 a 20 vezes com uma pistola semiautomática em questão de minutos. Presente nas aulas de terça-feira, o suspeito não mostrou resistência aos agentes que o detiveram de arma na mão.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG