UE

Juncker assume que Brexit sem acordo seria "uma catástrofe"

Juncker assume que Brexit sem acordo seria "uma catástrofe"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, assegurou que uma saída desordenada do Reino Unido da União Europeia seria "uma catástrofe absoluta".

"Os riscos que ameaçam a UE são evidentes. [Uma saída desordenada do Reino Unido] seria uma catástrofe absoluta", estimou.

Jean-Claude Juncker, que falava numa conferência de imprensa em Bruxelas a propósito da receção ao presidente da Grécia, Prokópis Pavlópoulos, destacou que a Comissão Europeia está a envidar os "melhores esforços" para que uma saída desordenada não aconteça.

PUB

As declarações do presidente do executivo comunitário acontecem horas depois de Bruxelas ter apresentado um plano de contingência para um cenário de Brexit desordenado, no qual figuram 14 medidas respeitantes a setores particularmente sensíveis, como os serviços financeiros, o transporte aéreo, alfândegas e política climática.

Na terça-feira, o Governo britânico decidiu iniciar os preparativos para uma retirada do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo, apesar de ainda manter o objetivo de uma saída consensual com Bruxelas, informou o ministro do 'Brexit', Steve Barclay.

O parlamento britânico deverá pronunciar-se sobre o acordo de saída do Reino Unido do bloco comunitário, firmado entre o Governo da primeira-ministra conservadora Theresa May e os líderes da UE, na semana que se inicia em 14 de janeiro, após o adiamento da votação em 11 de dezembro, perante uma eventual clara rejeição do acordo por muitos deputados conservadores e pela oposição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG