Motins

Júri legitima polícia na morte que originou motins no Reino Unido

Júri legitima polícia na morte que originou motins no Reino Unido

Um júri concluiu, esta quarta-feira, que a polícia britânica agiu legitimamente quando matou a tiro Mark Duggan, um incidente que deu origem a violentos motins em várias cidades do Reino Unido, em agosto de 2011.

O júri de inquérito do tribunal de Old Bailey concluiu também que Mark Duggan, de 29 anos, não tinha qualquer arma na mão no momento em que foi atingido, mas que, pouco antes, quando a polícia mandou parar o táxi em que seguia, deitou fora uma arma.

Mark Duggan, pai de quatro filhos, foi morto a 4 de agosto de 2011, em Tottenham, no norte de Londres.

Dois dias depois da sua morte, uma marcha em sua memória em Tottenham degenerou em motins e a violência alastrou-se a outras cidades, incluindo Birmingham e Manchester.

Quatro dias de violência, a pior no país em 25 anos, saldaram-se na morte de cinco pessoas e ferimentos em dezenas de outras, além de danos de vários milhões de libras.

O anúncio da decisão do júri, tomada por uma maioria de oito contra dois, foi recebido com insultos e gritos de "assassinos" por familiares e amigos de Duggan que assistiam à sessão.

Outras Notícias