Mundo

Justiça brasileira arquiva mais um inquérito contra Lula da Silva na Lava Jato

Justiça brasileira arquiva mais um inquérito contra Lula da Silva na Lava Jato

A Justiça brasileira arquivou, por falta de provas, mais um inquérito contra o ex-presidente Lula da Silva no âmbito da operação anticorrupção Lava Jato, numa decisão que foi comemorada pelo antigo mandatário.

A decisão foi tomada na segunda-feira pelo juiz Sócrates Leão Vieira, da 1.ª Vara Federal de São Bernardo do Campo, que arquivou um inquérito em que Lula era acusado de não ter pago impostos decorrentes de reformas realizadas na quinta de Atibaia e no triplex do Guarujá, ambos em São Paulo. O ex-presidente sempre negou ser o dono desses imóveis.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin, argumentou que a base do inquérito era o material da Lava Jato de Curitiba que já havia sido declarado nulo pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O Ministério Público Federal acolheu a tese da defesa de Lula da Silva e pediu o arquivamento da investigação, solicitação que foi agora acolhida pelo juiz.

Nas redes sociais, o histórico líder do Partido dos Trabalhadores (PT) partilhou uma imagem com a frase "Lula não pode dever impostos sobre imóveis que não são dele" e escreveu: "A verdade vencerá".

Até ao momento, Lula da Silva já obteve 21 vitórias na justiça desde 2016.

Os sucessivos arquivamentos também abrem caminho para uma possível candidatura à Presidência de Lula da Silva em 2022, para as quais as sondagens de opinião o colocam como favorito, à frente do atual Presidente, Jair Bolsonaro, o seu maior adversário político.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG