Angola

Justiça diz que investigação a antigo líder da Sonangol vai avançar após fim da imunidade

Justiça diz que investigação a antigo líder da Sonangol vai avançar após fim da imunidade

O procurador-geral da República de Angola afirmou hoje que a investigação ao ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente é um processo que "vai ser trabalhado normalmente" depois de ter terminado o período de imunidade legal, cinco anos após terminar funções.

Falando à margem de uma reunião do Conselho de Direção da PGR, Pitta Grós recordou que Manuel Vicente esteve protegido legalmente durante cinco anos por ter sido titular de um cargo público.

O magistrado salientou que a PGR está a elaborar o relatório final sobre a estratégia de combate à corrupção nos últimos cinco anos e deve divulgar, no início de dezembro, o balanço da recuperação de ativos.

PUB

Questionado obre os casos concretos de Singapura e Hong Kong - onde haverá ligações a Manuel Vicente, que liderou a petrolífera estatal Sonangol durante vários anos -, Pita Grós afirmou que há dinheiro apreendido ou arrestado em bancos desses países, "mas estamos a aguardar que haja uma sentença judicial" para que possam ser recuperados esses valores e bens, sem referir se pertencem ao ex-homem forte da Sonangol.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG