Rússia

Kremlin diz que separatistas ucranianos pediram ajuda para "repelir agressão" de Kiev

Kremlin diz que separatistas ucranianos pediram ajuda para "repelir agressão" de Kiev

O Kremlin disse, esta quarta-feira, que os líderes das repúblicas separatistas do leste da Ucrânia pediram ao presidente russo Vladimir Putin "ajuda" para "repelir a agressão" do exército ucraniano.

O porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, disse que as repúblicas separatistas "pedem ajuda ao presidente da Rússia para repelir a agressão das forças armadas na Ucrânia". A declaração foi divulgada por agências de notícias estatais russas.

Peskov disse que Putin recebeu uma carta dos líderes das repúblicas de Donetsk e Lugansk, que reconheceu como independentes esta semana. "As ações do regime de Kiev testemunham a falta de vontade de acabar com a guerra em Donbas", disse Peskov, citando a carta, e acrescentando que os líderes separatistas pediram a ajuda de Putin "com base" nos tratados de amizade que assinaram com Moscovo recentemente.

PUB

O Ocidente tem alertado que a Rússia pode lançar um ataque à Ucrânia a qualquer momento, com dezenas de milhares de soldados posicionados nas suas fronteiras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG