Mundo

Kuwait que transformar "cemitério de pneus" numa nova cidade

Kuwait que transformar "cemitério de pneus" numa nova cidade

O Kuwait anunciou, este domingo, planos para transformar o que antes era um gigantesco "cemitério de pneus" numa nova cidade residencial.

No depósito de lixo, com dois quilómetros quadrados, no norte do país rico em petróleo, jaziam mais de 40 milhões de pneus. Dezassete anos de despejo de pneus e três grandes incêndios entre 2012 e 2020 geraram preocupações ambientais, levando as autoridades a encerrar a lixeira para sempre.

"Saímos de uma fase difícil caracterizada por grande risco ambiental", disse o ministro do Petróleo, Mohammed al-Fares, no aterro agora vazio, a cerca de cinco quilómetros da província de Al-Jahra. "Hoje a área está limpa e todos os pneus foram retirados para iniciar o lançamento do projeto da cidade de Saad Al-Abdullah".

Nos últimos meses, camiões carregados de pneus fizeram mais de 44 mil viagens do aterro sanitário para a região de Al-Salmi, perto da área industrial do Kuwait, onde serão armazenados temporariamente.

Fares adiantou que os pneus serão cortados ou reaproveitados para uso local ou para exportação, acrescentando que o armazenamento atenderá aos "padrões internacionais".

De acordo com o Sheikh Abdullah Al-Sabah, diretor-geral da Autoridade Pública Ambiental, o Kuwait planeia reciclar todos os pneus e evitar a necessidade de outro aterro. "Já existe uma fábrica hoje que os reaproveita e esperamos encontrar outro fabricante para contribuir para ajudar a acabar com o problema dos pneus", afirmou, em declarações à AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG