Borgonha

Ladrões de vinho atiram garrafas à polícia durante perseguição em França

Ladrões de vinho atiram garrafas à polícia durante perseguição em França

Fugiam com cerca de 350 mil euros em vinho da Borgonha, quando deram conta que estavam a ser perseguidos pela polícia. Foi quando começaram a atirar as garrafas contra os agentes, a alta velocidade na autoestrada. O episódio ocorreu esta terça-feira, em França.

O alvo do gangue tinha sido o luxuoso hotel "Domaine de Rymska", rodeado por bosques e campos em Saint-Jean-de-Trézy, na Borgonha, a duas horas de carro de Paris. O assalto tinha ocorrido pela 5.15 horas da manhã desta terça-feira.

Os ladrões entraram na adega depois de derrubarem a porta e fugiram com centenas de garrafas de vinhos "grand cru" da Borgonha, conta a correspondente em Paris do diário "The Guardian".

O proprietário do hotel, despertado pelo alarme que disparou, conseguiu perseguir a carrinha dos ladrões pelas estradas locais até entrarem na autoestrada A6 em direção a Lyon, ao mesmo tempo que pedia ajuda.

Foi quando uma patrulha se juntou à perseguição e lhe arremessaram as preciosas garrafas contra o para-brisas do carro onde seguiam. De acordo com a polícia, ninguém saiu ferido da operação e os ladrões falharam o alvo.

A carrinha dos três suspeitos procurados pelas autoridades foi abandonada, depois de ter colidido contra a barreira de uma portagem, cerca de 35 quilómetros a norte da cidade de Lyon. Continuam desaparecidos.

A polícia está a investigar o caso e a tentar perceber se existe alguma relação com assalto ocorrido apenas um dia antes à mesma adega daquele hotel cinco estrelas. Dessa vez, o alarme não disparou e os ladrões roubaram cerca de 200 mil euros em vinhos de excelência.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG