Mundo

Líder de grupo próximo da al-Qaeda morto na Caxemira indiana

Líder de grupo próximo da al-Qaeda morto na Caxemira indiana

O líder de um grupo rebelde do estado de Caxemira, próximo da rede terrorista al-Qaeda, foi morto a tiro, na quinta-feira, anunciou, esta sexta-feira, o exército indiano.

Um porta-voz do exército, Rajesh Kalia, indicou que Zakir Musa foi morto durante uma operação lançada pela polícia e militares contra rebeldes na cidade de Tral, no distrito de Pulwama, no estado indiano de Jammu e Caxemira.

Em meados de 2017, um grupo de propaganda ligado à al-Qaeda anunciou a criação de um novo movimento extremista na Caxemira indiana, sob a liderança de Zakir Musa, até então combatente pelo maior grupo rebelde de Caxemira, o Hizbul Mujahideen.

A morte do militante desencadeou protestos violentos contra as autoridades indianas, o que levou ao corte do acesso à Internet para dificultar a organização de manifestações e desencorajar a disseminação de vídeos de protesto.

As autoridades indianas determinaram o recolher obrigatório em grande parte do vale de Caxemira, incluindo na capital do estado, Srinagar, em antecipação de mais protestos e confrontos, e ordenaram que escolas e faculdades permanecessem fechadas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG