Inglaterra

Líder do Partido Trabalhista demitiu-se

Líder do Partido Trabalhista demitiu-se

O líder do Partido Trabalhista britânico, Ed Miliband, afirmou esta sexta-feira que assume a "responsabilidade total e absoluta" pela derrota nas eleições gerais de quinta-feira no Reino Unido e anunciou a sua demissão da liderança.

"Este não é o discurso que eu queria pronunciar", disse Miliband à imprensa e a militantes, antes de assumir "responsabilidade total e absoluta" e de pedir desculpa pela derrota, dirigindo-se especialmente aos candidatos trabalhistas que não foram reeleitos.

"O Reino Unido precisa de um Partido Trabalhista forte. O Reino Unido precisa de um Partido Trabalhista que possa ser reconstruído depois desta derrota para que possamos ter um governo que volte a defender a classe trabalhadora", disse.

Ed Miliband prosseguiu afirmando que "este é o momento de outra pessoa assumir a liderança", pedindo aos candidatos à sua sucessão que conduzam a campanha com "decência, civilidade e camaradagem" e que "discordem sem serem desagradáveis".

O líder do principal partido da oposição britânica disse que a vice-presidente do partido, Harriet Harman, assumirá a liderança interinamente.

Sublinhando que se juntou ao Partido Trabalhista quando tinha 17 anos, Miliband disse que nunca sonhou poder vir a liderá-lo, mas assegurou que fez o seu melhor desde que assumiu a liderança, em 2010.

Apesar de as sondagens sobre intenções de voto terem colocado os dois principais partidos - Conservador e Trabalhista - praticamente empatados, os trabalhistas sofreram uma pesada derrota, elegendo 230 deputados, menos 48 que em 2010.

PUB

Os conservadores, por seu lado, foram os grandes vencedores, com uma maioria absoluta de pelo menos 326 deputados, quando estavam oficialmente eleitos 643 dos 650 membros da Câmara dos Comuns.

Entre as figuras mais destacadas do "Labour" que foram derrotadas contam-se o ministro-sombra das Finanças, Ed Balls, o líder na Escócia, Jim Murphy, e o ministro-sombra dos Negócios Estrangeiros, Douglas Alexander.

Outras Notícias