Mundo

Líder dos Trabalhistas reconhece "noite extremamente dececionante" nas eleições britânicas

Líder dos Trabalhistas reconhece "noite extremamente dececionante" nas eleições britânicas

O líder do Partido Trabalhista britânico, Ed Miliband, reconheceu, esta sexta-feira, que a noite eleitoral foi "dececionante e difícil", após assegurar o seu assento.

Miliband obteve 20.708 votos, conquistando o seu assento pela circunscrição de Doncaster (norte de Inglaterra), ficando à frente do candidato do Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP), Kim Parkinson, com 8.928.

Uma sondagem à boca das urnas divulgada pelas televisões indica que os Conservadores, liderados pelo primeiro-ministro David Cameron, vão ser o partido mais votado nas legislativas, com 316 lugares, a dez da maioria absoluta, contra os 239 atribuídos aos Trabalhistas.

"Os resultados ainda estão a chegar mas é claramente uma noite extremamente dececionante e difícil para o 'Labour'", declarou após ser reeleito.

O líder trabalhista manifestou a sua desilusão face à perda de assentos na Escócia, onde os candidatos do Partido Nacionalista Escocês (SNP) obtiveram resultados esmagadores. Depois do SNP, que surge como terceira força mais votada nas sondagens, surgem os liberais-democratas do vice-primeiro-ministro, Nick Clegg, que obteriam um total de dez assentos.

Outras Notícias