O Jogo ao Vivo

Mercado

Lidl vai vender canábis na Suíça

Lidl vai vender canábis na Suíça

A cadeia de supermercados alemã Lidl vai passar a vender aos consumidores, nos supermercados suíços, canábis cultivada localmente, como alternativa ao tabaco de enrolar.

A decisão comercial acontece mais de sete anos depois de o país ter aprovado uma lei que permite que pessoas com mais de 18 anos comprem e consumam canábis, com não mais do que 1% de tetrahidrocanabinol (THC), o principal químico psicoativo da planta.

Segundo o jornal britânico "The Guardian", a canábis é cultivada localmente, em estufa e ambiente fechado, pelo fornecedor local "The Botanicals", com sede em Thurgau, nordeste da Suíça. "O fabricante depende da agricultura sustentável e abstém-se inteiramente de adicionar substâncias químicas, sintéticas ou geneticamente modificadas", esclarece um comunicado da cadeia alemã de supermercados.

Segundo a nota, o produto terá menos de 1% de THC e vai ser rico em canabidiol (CBD), componente da planta que age nos recetores canabinóides do cérebro e que pode ser usado na produção de medicamentos e cosméticos.

As lojas Lidl vão vender dois produtos: um saco com 1,5 gramas de canábis cultivada em espaço fechado vai custar 17.99 francos (cerca de 15 euros) e uma caixa com três gramas de canábis extraída de flores cultivadas em estufas vai custar 19.99 francos (aproximadamente 16.70 euros).

Os artigos, que vão estar à venda em máquinas automáticas, ao lado dos cigarros e charutos, são projetados para proporcionarem um efeito relaxante e antiinflamatório, mas não para serem inebriantes.

Outras Notícias