O Jogo ao Vivo

Mobilidade

Limite de 30 km/h em quase todas as ruas de Paris

Limite de 30 km/h em quase todas as ruas de Paris

A autarquia da capital francesa anunciou a redução da velocidade para 30 km/h em quase todas ruas, a partir de agosto. Atualmente, a norma já vigora em 60% da cidade.

A partir do final de agosto, o trânsito automóvel em Paris terá a velocidade limitada a 30 quilómetros por hora em quase todas as ruas da cidade, anunciou, na quinta-feira, a Cãmara de Paris, chefiada pela autarca Anna Higaldo. A medida, que já vigora em 60% das ruas, não afetará os grandes eixos de circulação da capital.

A limitação, que conta com a concordância da Polícia de trânsito de Paris, envolvida no processo de decisão, visa, em primeiro plano, melhorar a segurança rodoviária, reduzir a poluição sonora e "adaptar" a cidade às alterações climáticas, explicou David Belliard, encarregado da transformação do espaço público, transporte e mobilidade de Paris.

"O desafio é reduzir o lugar do carro, o que implica diminuir a velocidade", reservando as ruas parisienses aos cidadãos "mais vulneráveis", que são os "peões, os ciclistas, as crianças e os idosos", declarou Belliard, lembrando que o Executivo camarário assumiu, durante a campanha para a reeleição, em 2020, um compromisso para com a defesa do ambiente.

Outros casos

Em maio, o mesmo limite de velocidade de 30 km/hora entrou em vigor em Espanha, afetando 60 a 70% das vias urbanas com uma faixa por cada sentido de trânsito. As alterações rodoviárias - que replicaram o que já era feito desde há dez anos no município galego de Pontevedra - incluíram ainda o limite de velocidade de 20 km/hora em vias com uma única faixa partilhada por veículos e peões, e de 50 km/h em vias com duas ou mais faixas em cada direção.

A razão foi a mesma: principalmente "acalmar" o trânsito, mas também levar a uma redução do ruído e da poluição, tornando as cidades mais habitáveis e garantindo a coexistência segura entre veículos e peões, ciclistas e motociclistas.

PUB

Em 2018, o JN foi conhecer a realidade de Pontevedra. Veja ou reveja o vídeo da reportagem aqui:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG