Tecnologia

Loja japonesa compra e vende caras de pessoas

Loja japonesa compra e vende caras de pessoas

Uma loja de máscaras em Tóquio apresentou uma máscara hiper-realista que reproduz as características exatas de uma pessoa em três dimensões.

As máscaras de Shuhei Okawara, proprietário da Kamenya Omote, não visam proteger contra o vírus. O objetivo é outro: dar ao cliente a aparência exata de outra pessoa cujas características foram replicadas com tecnologia de impressão 3D.

As máscaras estarão à venda no início do próximo ano por 98 mil ienes cada uma (o equivalente a cerca de 774 euros) na loja de Okawara, em Tóquio, que vende máscaras e acessórios para festas e espetáculos.

O janponês "comprou" os rostos de indivíduos reais por 40 mil ienes (cerca de 317 euros) cada um, para fazer máscaras hiper-realistas. Como? Em outubro, começou por pedir às pessoas que lhe enviassem fotografias suas através do site da loja, depois selecionou as escolhidas e digitalizou os rostos reais para criar as máscaras. Segundo disse à agência Reuters, Okawara recebeu ofertas de 100 pessoas interessadas em "vender" as suas caras, incluindo cidadãos estrangeiros.

"É inacreditável, mas muitas pessoas de todo o mundo estão a pedir-me para comprar a sua cara", disse o proprietário, que prevê forte procura pelas máscaras e planeia adicionar gradualmente novos modelos, incluindo de pessoas de outros países.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG