Exclusivo

Macron enfrenta Biden para tentar evitar guerra entre aliados

Macron enfrenta Biden para tentar evitar guerra entre aliados

Presidente francês vai aproveitar encontro com homólogo norte-americano para debater lei federal que prejudica a economia da União Europeia, tal como o preço do gás.

A salva de tiros e o pomposo jantar de Estado com que Emmanuel Macron será, na noite de quinta-feira, recebido na Casa Branca não dissimulam a missão do presidente em Washington. Na primeira visita de um chefe de Estado desde que Joe Biden assumiu a presidência dos EUA, os dois líderes terão como foco a guerra na Ucrânia, mas outras questões, menos consensuais, também serão trazidas à tona, antecipou o Palácio do Eliseu, naquela que poderá ser a última oportunidade para Macron evitar uma guerra comercial entre a União Europeia (UE) e o aliado transatlântico.

Apesar de nos últimos meses os dois países se mostrarem em concordância relativamente ao apoio à Ucrânia, a forma como abordam o conflito marca posições diferentes. Biden não se inibiu de classificar Vladimir Putin como "carniceiro". Já Macron, líder de uma das maiores economias da Europa, tem apostado em declarações mais contidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG