O Jogo ao Vivo

Direitos humanos

Mais de 30 ativistas LGBTI detidos em protesto na Rússia

Mais de 30 ativistas LGBTI detidos em protesto na Rússia

Mais de 30 ativistas da comunidade LGBTI foram detidos este sábado em Moscovo e em S. Petersburgo quando realizavam piquetes individuais em protesto contra um projeto de lei que proibirá o casamento e adoção por casais do mesmo sexo.

Segundo o portal de informação independente MBK, foram detidas 23 pessoas próximo da Duma (câmara baixa do parlamento), em Moscovo, e nove em S. Petersburgo.

Por seu turno, o OVD Info, que se dedica à contagem de detidos em protestos, cifra em pelo menos 33 o número de detidos durante os piquetes, única forma de protesto permitida na Rússia sem autorização prévia.

Na base do protesto está a iniciativa de um grupo de senadores que apresentou um projeto de lei que visa adaptar o Código da Família da Rússia à reforma constitucional adotada este mês no país e que, numa das suas mais de 200 emendas, estipula o casamento unicamente como a união entre um homem e uma mulher.

O projeto de lei, entregue esta semana na Duma, proíbe, nomeadamente, o casamento e a adoção por parte de casais do mesmo sexo, bem como dos que "mudaram previamente de sexo", segundo disse à agência TASS a senadora responsável pelo conjunto de medidas, Elena Mizulina.

PUB

Outras Notícias