ONGs

Mais de 600 migrantes resgatados no Mediterrâneo Central

Mais de 600 migrantes resgatados no Mediterrâneo Central

Mais de 600 pessoas foram resgatadas, nas últimas horas, no Mediterrâneo Central, estando a bordo de navios humanitários, anunciaram as ONGs Sea Watch e SOS Humanity.

O navio humanitário Sea Watch 3 tem 394 migrantes a bordo, depois de, no sábado, a tripulação ter realizado mais três resgates.

"Primeiras 20 pessoas foram resgatadas de uma lancha. Imediatamente depois, mais 58 pessoas foram retiradas de um barco em perigo [...]. Pouco depois, mais 13 pessoas foram trazidas em segurança", detalhou, em comunicado, a organização Sea Watch.

PUB

Após nove resgates, contabilizam-se agora 394 pessoas a bordo do navio.

A ONG (organização não-governamental) criticou ainda as políticas "racistas e de isolamento" da União Europeia, exigindo "liberdade de circulação para todos".

Já o navio Humanity 1 tem 208 pessoas a bordo, incluindo um bebé.

Só na sua última operação, resgatou 25 migrantes.

"Todos os sobreviventes estão a ser tratados a bordo. Dezenas de exames médicos foram realizados pela nossa equipa médica e revelaram vários ferimentos graves devido a maus-tratos. Segundo os sobreviventes, a maioria desses ferimentos ocorreu na Líbia", indicou a ONG SOS Humanity.

Este ano, chegaram 62.000 migrantes à costa italiana, acima dos 40.000 contabilizados no mesmo período do ano passado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG