França

Marine Le Pen apela ao voto dos franceses de Direita e de Esquerda

Marine Le Pen apela ao voto dos franceses de Direita e de Esquerda

A candidata da União Nacional, Marine Le Pen, que vai disputar a segunda volta das presidenciais em França, disse, este domingo, querer ser presidente de todos os franceses, apelando ao voto à Direita e à Esquerda.

"A minha ambição é unir os franceses num projeto que junte as gerações num destino invencível. Apelo a todos os franceses, de todas as sensibilidades, de Direita ou Esquerda, de todas as origens que se unam a nós para construirmos com convicção e entusiasmo uma grande vitória", disse a líder da Extrema-Direita, enquanto os seus apoiantes na sala gritavam repetidamente: "vamos ganhar".

Marine Le Pen terá, segundo as sondagens, cerca de 24% dos votos dos franceses, ficando em segundo lugar nesta primeira volta das eleições. Em primeiro lugar ficou o presidente cessante, Emmanuel Macron, com cerca de 28% dos votos.

Para a segunda volta, Marine Le Pen disse querer ser "a presidente de todos", afirmando mesmo que "todos os franceses que não votaram por Macron" podem votar nela, indicando que esta não é uma escolha para cinco anos, mas sim para os próximos 50 anos.

"Eu vejo a esperança, a esperança das forças que querem endireitar este país. A 24 de abril far-se-á uma escolha fundamental entre duas visões opostas do país: a divisão e a desordem ou a união dos franceses à volta da justiça social", indicou a candidata.

Muito aplaudida pelos militantes, o clima da noite eleitoral do partido de Extrema-Direita, que se realiza junto ao Bosque de Vincennes, era de apoteose, com muitos jovens entre os assistiram ao discurso de Le Pen.

Marine Le Pen e Emmanuel Macron vão defrontar-se daqui a duas semanas na segunda volta das eleições presidenciais que se realizam a 24 de abril.

PUB

Alguns dos candidatos de Esquerda - Anne Hidalgo (socialista), Yannick Jadot (ecologista), Fabien Roussel (Partido comunista) e Philippe Poutu (operário e sindicalista) - à primeira volta das eleições presidenciais na França apelaram ao voto em Emmanuel Macron na segunda volta, para travar a candidata da Extrema-Direita Marine Le Pen. O mesmo fez a candidata da Direita moderada, Valérie Pécresse.

Cerca de 48,7 milhões de eleitores franceses foram chamados às urnas para a primeira volta das eleições presidenciais, à qual se apresentaram 12 candidatos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG